S&P 500 tem resistência e suporte imediatos, bem definidos

Posted on by Sérgio Pequeno in Análises | Leave a comment

S&P500

O índice das 500 maiores empresas americanas tem uma resistência bem definida em 1324 pontos e uma faixa de suportes, também bem definida, entre 1303 e 1294 pontos.

Um rompimento da resistência levaria o índice aos 1353 pontos, enquanto que uma eventual perda dos suportes, projetaria uma baixa aos 1265 pontos.

Ibovespa: Resistência em 56800 deve ser novamente testada

Posted on by Sérgio Pequeno in Análises | Leave a comment

IBOVESPA

A importante linha de suporte que passa hoje em 54500 pontos deve interromper a sequência de quedas do principal índice do mercado brasileiro.

A faixa de resistência entre 56100 e 56800 pontos deve ser novamente testada, com boas chances de ser superada. Acima, teríamos as resistências em 60300 e em 62000 pontos, respectivamente.

Índices Mundias: Ásia é a nossa esperança

Posted on by Sérgio Pequeno in Análises | Leave a comment

Índices Mundiais – Variação em 2012 (até 18/05)

A média da variação dos 72 índices acompanhados pela Direto aos Pontos teve sua maior baixa na semana atingindo uma valorização de apenas +2,08% em 2012.

Nos Estados Unidos mais uma vez, fortes perdas nos setores de petróleo e serviços, além do setor de semicondutores. O Dow Jones Industrial, principal índice da bolsa americana, caiu –3,52%, mas ainda mantém um pequeno ganho no ano (+1,24%), abaixo da nossa média.

O IPC do México caiu –6,43%, enquanto que na América Latina, o Brasil teve a maior queda (-8,3%), seguido do IGBVL do Peru (-7,39%) e do IPCA do Chile (-6,39%).

Na Europa já notamos uma desaceleração nas baixas, e podemos ver alguma melhora nos índices para esta semana. Destaque para a forte baixa registrada na Rússia (-13,92%).

E a Ásia, continua nos dando sinais mais otimistas em relação ao resto do mundo. Fiquemos de olho.

Ecopetrol – a colombiana que desbancou a Petrobrás

Posted on by Sérgio Pequeno in Análises | Leave a comment

ECOPETROL – ADR (EC)

O ADR da Ecopetrol negociado na NYSE atingiu uma máxima em 67.92 no dia 1º de maio e depois disso realizou até uma mínima nesta sexta-feira em 58.06, fechando a semana em 58.33.

Acreditamos que a cotação deva se manter acima dos 58.00, voltando a subir a partir de agora, para retornar aos níveis de 67.00. Resistência intermediária antes, em torno de 64.30.

 

A colombiana Ecopetrol (“Empresa Colombiana de Petróleos S/A”) se tornou a maior empresa da América Latina em valor de mercado (US$ 119,79 Bi em 18/05). Fundada em 1921 como Tropical Oil Company, em 25 de agosto de 1951 teve seu nome mudado para Ecopetrol. 80% da empresa pertence ao Governo Colombiano.

 

China segue na contra mão‏

Posted on by Sérgio Pequeno in Análises | Leave a comment

SHANGHAI STOCK EXCHANGE (SSE)

O índice da bolsa chinesa, que fechou nesta quinta-feira em 2378.98 pontos (+1,39%), tem resistência imediata em torno dos 2390 pontos. Um fechamento acima indicaria um teste ao importante nível de 2430 / 2450 pontos.

Os suportes estão em 2340 / 2300 e em 2265 pontos, respectivamente.

Dow Jones fecha o dia em histórica reta de suporte

Posted on by Sérgio Pequeno in Análises | Leave a comment

DOW JONES INDUSTRIAL (DJIA)

O índice das 30 maiores companhias da Bolsa de Nova Iorque encostou nos níveis do importante suporte que passa em torno dos 12610 pontos, indicando com isso, grande possibilidade de ocorrer uma reação à baixa acumulada desde o início deste mês.

As resistências mais relevantes estariam em 12850 e em 12960 pontos.

DOLLAR INDEX atinge nível de forte resistência e pode realizar

Posted on by Sérgio Pequeno in Análises | Leave a comment

US DOLLAR INDEX

Atingiu nesta segunda-feira a máxima de 80.73, um nível de resistência muito forte, conforme podemos constatar no gráfico diário.

Pode até eventualmente subir mais, superando esta resistência, mas acreditamos que seria momentaneamente. Estamos muito mais atentos às realizações, com um possível retorno ao nível de suporte entre 80.10 e 79.90, ou até mesmo aos 79.50.

 

O US DOLLAR INDEXUSDX (índice do dólar americano) é um índice (ou medida) do valor do dólar dos Estados Unidos em relação a uma cesta de moedas estrangeiras: Euro (EUR), com peso de 58,6%; Iene japonês, (JPY), peso 12,6%; Libra esterlina (GBP), peso de 11,9%; Dólar canadense (CAD), peso de 9,1%; Coroa sueca (SEK), peso de 4,2% e Francos suíços (CHF), com peso 3,6%.

O USDX sobe quando o dólar dos EUA ganha “força” (valor) em relação a outras moedas.

Começou a ser cotado em março de 1973, logo após o desmantelamento do sistema de Bretton Woods, com um valor inicial de 100.000.

Sua cotação máxima foi de 148.1244 em fevereiro de 1985, e a mais baixa aos 70.698, em 16 de março de 2008.

 

Na maior baixa do ano, Ibovespa devolve quase todo o resto dos ganhos de 2012

Posted on by Sérgio Pequeno in Análises | Leave a comment

IBOVESPA

O Ibovespa, que em março deste ano atingiu +21,5% de valorização, só tem agora +1,38%.

Tem suportes imediatos em 57500 (fechamento), 56800 e em 56100 pontos.

As resistências estão hoje, respectivamente em 58400, 59200 e em 60400 pontos.

Dólar deve realizar hoje

Posted on by Sérgio Pequeno in Análises | Leave a comment

DÓLAR FUTURO – JUN12 (Gráfico de 30 min.)

Apesar de ter fechado em 2,0035, a moeda americana não deve se manter por muito tempo acima dos 2,000 / 1,998, podendo até já abrir abaixo daí e ir testar o suporte em 1,990, ainda pela manhã. Abaixo, vale o suporte em 1,981. Podemos ainda, considerar os níveis entre 1,975 e 1970, também.

Índices Mundiais: Rentabilidade em 2012 segue diminuindo

Posted on by Sérgio Pequeno in Análises, Artigos | Leave a comment

Índices Mundiais – Variação em 2012

Mais uma semana de perdas da rentabilidade média no ano dos 72 Índices Mundiais acompanhados pela Direto aos Pontos. E parece que vem mais baixas, por aí.

Nos índices setoriais americanos, destaque novamente para mais perdas das empresas de ouro, prata e metais preciosos, além do setor de petróleo. Na contra mão, as empresas do setor de biotecnologia apresentaram fortes altas durante a semana.

Argentina, França e Espanha encontraram suportes, mas sem maiores expectativas de recuperação.

O Japão, que antes até vinha bem, já está com seu índice Nikkei 225 abaixo da média.

Com um comportamento melhor que o restante do mundo, o índice chinês SSEC (Shanghai Stock Exchange Composite) mantém-se firme, sem ainda desconfigurar sua tendência de alta. Vamos acompanhar.

DAX 30 (Frankfurt)

Índice DAX apresenta um melhor desempenho em relação aos outros índices europeus.

Tem um suporte bem definido nos níveis de 6400 / 6370 pontos, e seria bastante positivo se fosse respeitado.

Sua resistência imediata está em 6750 pontos. Acima, temos o nível de 6950 / 7020 pontos.

 

O DAX - Deutscher Aktien Índex (índice da bolsa alemã) é composto pelas 30 principais ações do mercado alemão, negociadas na Bolsa de Frankfurt.